segunda-feira, 16 de abril de 2012

A cidade reescrita e revista: fotografia e tecnologia




     Vem aí o que pode ser uma das mais interessantes exposições do ano!

     Rafael Ski e outros artistas apresentam "Palimpsesto", uma exposição interativa.

     No conceito da exposição, fotografias - neste caso, de imóveis da cidade - são projetadas na parede e, a partir do movimento da silhueta do visitante, que, assim, interage com a obra, vão sendo substituídas por outra imagens de imóveis antigos da cidade, não mais existentes - mas que existiram no mesmo local!

     Já tivemos a oportunidade de falar sobre o trabalho de Rafael Ski aqui no "JF em Foco" quando de sua participação no FOTO 11, da Funalfa, no ano passado. Veja aqui


matéria em que falamos um pouco do processo de criação das exposições interativas.

----------------
A montagem da exposição em andamento


     E o que seria o tal palimpsesto? "São pergaminhos nos quais se apagou o primeiro registro escrito para o reaproveitamento por outro texto. Nestes pergaminhos, havia uma escrita sucessiva de textos a partir da raspagem do anterior, entretanto, não era possível apagar totalmente os caracteres antigos, que muitas vezes, se mantinham visíveis e ainda possíveis de serem recuperados."

      Título muito instigante e bem escolhido. "A escolha do nome tem relação com a constante reconstrução do espaço da cidade, em que convivem em um mesmo tempo, épocas passadas e atuais através do espaço edificado. A utilização de fotos antigas e atuais de um mesmo lugar, de ruas, praças e prédios, permite a visualização de casarões antigos, símbolos da modernidade de outra época, que deram lugar, por exemplo, a uma nova arquitetura ou a uma nova função do espaço e sua transformação em um estacionamento rotativo. Mostram a refuncionalização de espaços em favor de uma nova lógica espacial e até mesmo mercadológica.
"

     Exposição que deve agradar tanto aos apreciadores de fotografia, quanto aos entusiastas de tecnologia, techies em geral, quanto aos que discutem o espaço urbano e sua transformação. E, ainda, a quem gosta de ver imagens da cidade que um dia já fomos... e que pusemos abaixo. Ache você que tudo tem mesmo que mudar, em um progresso inexorável, ou que a forma como a cidade cuida ou guarda seu passado e sua herança é precária, a temática é atraente, e a sua discussão, provocante! Ou então, se for mesmo só pra se divertir um pouco, a exposição também é um ótimo programa!

     Para aperitivos, veja os links abaixo. E, de quebra, ainda tem um pitaco nosso lá, pelo que agradecemos a Rafael pela gentileza do convite.

     Este é um projeto realizado com apoio da Prefeitura de Juiz de Fora e da FUNALFA, por meio da Lei Murilo Mendes, pela equipe a presentada a seguir.


Rafael Ski
Proponente do projeto
Direção geral
Identidade Visual

Rafaella Lima
Direção de Produção
Fotografias Atuais

Bruno Abadias
Assistente de Arte
Edição das entrevistas

Eduardo Rosseti
Programação artística

Luiz Cláudio Santana
Projeto Arquitetônico

Gustavo Neri
Ilustrações

Flávio Abreu
Contação de histórias
Assistente de produção

Igor Rezende
Guia expositivo


--------------------------------------

Na Galeria Celina Bracher do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM)
Abertura quinta-feira, 19 de abril, às 20h
De 20 de abril a 6 de maio
Terça a sexta-feira, de 9 às 21h. Sábados e domingos de 10 às 16h.
Avenida Getúlio Vargas, 200 - Centro
  •  Roda de Conversas - 24/4, 19 h
  • Contação de Histórias - 28/4, 10 h


          www.palimpsesto.art.br/