quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Visita guiada e palestra de Pedro Vasquez - 4



                         fotos Allison Ferrarezi Fagundes / MAPRO


 Continuação da matéria  Visita guiada e palestra de Pedro Vasquez - 3


     Embora a data inicial do Fotoclube do Rio de Janeiro fosse citada como 1910, Pedro Vasquez logo avisou que faria uma retificação, em deferência ao diretor do Museu Mariano Procópio. 

     Ocorre que recente pesquisa de Douglas Fasolato identificou fontes que informam não apenas sobre a participação de Alfredo Ferreira Lage no grupo fundador do Fotoclube do Rio de Janeiro, do qual depois foi presidente, mas remontam esta atividade a 1903, e não 1910! Interessantíssima novidade para interessados em História e Fotografia em JF!

     Segue o pequeno registro, em notas esparsas, de pontos interessantes abordados na palestra.


-----------------------------------------

     É interessante notar a ligação do fotoclube com a "grande arte" (entendida como a consagrada, oficial).

     Na 2ª Bienal, o fotoclube faz exposições.

     Na 8ª Bienal, em 1965, cinquenta fotógrafos participam, em 9 exposições.

     Em 2015, seleção de obras do Foto Clube Bandeirantes é doada ao MASP.

     A fotografia pictorialista é uma derivação do fotoclubismo. Esta estética, a princípio, foi rejeitada por acharem-na "imitação" do impressionismo.

     O desfoque e o tremido são aportes da Fotografia.

     A Fotografia nasce em um país católico (França) e se desenvolve em um protestante (EUA) que, não tinham problemas com imagens, ao contrário de judeus e islâmicos.

     A exposição de Alfredo Ferreira Lage é um achado. A exposição do Museu Mariano Procópio em São Paulo é de consagração. Esta é uma oportunidade de muita gente ter contato com esta faceta do Alfredo fotógrafo. Aqui em JF conhece-se várias outras de suas  facetas.

     E o que se fará depois da exposição? Novas pesquisas, por exemplo.