quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Visita guiada e palestra de Pedro Vasquez - 3


 


              fotos Allison Ferrarezi Fagundes / MAPRO


     Pedro Vasquez começou por ampliar o escopo original, que seria "Panorama do Fotoclubismo no Brasil", para falar não apenas do Brasil, mas do fotoclubismo no mundo, tudo temperado com panoramas históricos e história da Fotografia.

     Apresentamos aqui um limitadíssimo resumo de um pouco do que ouvimos na excelente palestra promovida pelo Museu Mariano Procópio e pela UFJF, que foi uma excelente oportunidade para conhecer um dos especialistas brasileiros mais reconhecidos.

     O texto a seguir são notas feitas durante a palestra, limitadas e sem revisão, apenas como registro do interessantíssimo conteúdo apresentado, sem maiores pretensões. Certamente estão incompletas e podem conter erros, que não serão do conferencista, mas do redator do blog.

--------------------------------------------------

     Trata-se de um tema sobre o qual não há muito material, mas pode-se destacar a recente publicação de um livro sobre a Sociedade Fluminense de Fotografia, uma das que ainda existe.

     O fotoclubismo não tem mais a pujança que já teve no passado.

     Durante algum tempo, havia certo preconceito. Seria um hobby de diletantes. Na verdade, o fotoclube teve papel na formação das pessoas. Não havia onde estudar Fotografia. Depois, vieram cursos de Comunicação que passaram a fazer exigências curriculares, montaram laboratórios, etc. E há muitos cursos livres. Mas até certo tempo, o fotoclubismo foi a principal via de formação.

     A meu ver, alguns fotógrafos de fotoclubes eram superiores aos jornalistas, por terem mais bagagem, melhores equipamentos. Eu mesmo tive formação de fotoclube.

     O Brasil é mais sofisticado visualmente que a Suíça. Parte desta boa "culpa" é da TV Globo. 

     E há que se considerar o papel de Dom Pedro II, apoiando fotógrafos, e depois doando sua coleção para museus.

  • 1843 - fotoclube em Edimburgo

  • Só depois, em Londres, o que hoje é a Royal Photographic Society.

  • 1851 / 1854 - França - Societé Française de Photographie, existente até hoje, e que tem fotos de Marc Ferrez

     Alfredo Ferreira Lage ganhou medalha em Turim. Os fotoclubistas participavam de exposições internacionais.

    O Brasil estava em sintonia com o mundo. Tem uma certa predestinação para a Fotografia. O país que domina a fotografia e depois o cinema é os EUA. Mas ela chegou aos EUA em um mês de dezembro e ao Brasil no mês de janeiro seguinte. D. Pedro II foi o primeiro fotógrafo de nacionalidade brasileira e era amador. D. Pedro II e a Rainha Vitória tinham em comum a atração pela fotografia. Nomeavam "fotógrafo da casa imperial", uma espécie de título honorífico ou reconhecimento. Vitória enviou Roger Fenton para cobrir a Guerra da Crimeia.

     Datas relevantes de fundação de fotoclubes


  • 1903 - Porto Alegre
  • 1910 - Rio de Janeiro
  • 1916 - Porto Alegre
  • 1923 - Foto Clube Brasileiro
  • 1939 - Foto Clube Bandeirantes / Associação Brasileira de Arte Fotográfica

-----------------------------------------------------

     Este era o quadro conhecido até recentemente. Que mudou em função de recente pesquisa. Este fato e mais anotações sobre a palestra em nova publicação mais adiante.

>>> Continua na matéria   Visita guiada e palestra de Pedro Vasquez - 4