quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Rafael Ski, radical, criativo e empolgante

Rafaella Lima

     Estamos destacando, ao longo da cobertura do FOTO11  pelo JF em Foco, alguns trabalhos que nos atrairam de modo especial. Continuamos os destaques com o trabalho de Rafael Ski, que integra a exposição "Inovar é preciso". (veja a cobertura ).






e vá visitar as onze ótimas exposições!








--------------------
O trabalho de Rafael, em projeção na parede, muito bem integrado ao ambiente da exposição






    Vamos ao ponto: Rafael Ski apresentou, a nosso ver, um dos trabalhos mais instigantes e radicalmente atraentes.

     Rafael juntou uma câmara Kinect (há quem considere este produto o início de uma nova era de interação humana com o computador), um projetor, computador, fotografias e seu próprio desenvolvimento a partir de sotware livre para obter um interessantíssimo resultado em que o público interage com as fotos com movimentos do corpo, promovendo, por exemplo, a transição entre uma foto antiga e uma atual de um imóvel.
   
 Rafael Ski                                                                                                       Rafaella Lima



















--------------------
Visitantes interagindo com as fotografias de Rafael


     Rafael é de Juiz de Fora, onde se formou em 2010  em Artes e Design. Vem atuando em webdesign (como no desenvolvimento do site de Aelson Amaral) e edição de vídeo, e atualmente tem se dedicado ao desenvolvimento de mídia interativa, com trabalhos tanto artísticos (como a instalação do FOTO 11) quanto comerciais, por meio de sua empresa "Vitro mídia interativa".

     Rafael avalia que começa a haver um certo mercado para mídia interativa. Já tinha agendado, por exemplo, um trabalho para o início de setembro em Ubá, em um desfile, em que, à entrada de uma modelo, bolinhas desenhariam sua silhueta em um telão e a seguiriam.

     É possível conhecer melhor o trabalho de Rafael em seus dois sites, onde há vídeos demonstrando o que descrevemos aqui, um deles com o bem boladíssimo nome de kinema ex machina!
     Mas o que torna seu trabalho interessante e atraente é não apenas o lado interativo e lúdico, mas seu caráter vanguardista - ou inovador, como propõe a mostra em que se insere, e seu uso intensivo de tecnologia. Ainda, naturalmente, com a fotografia como elemento central.


----------------------------------------------------------

No Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM)
De 11 de agosto a 11 de setembro
Terça a sexta-feira, de 9h às 21h. Sábados e domingos, de 10h às 16h
Av. Getúlio Vargas, 200 (Centro)
3690-7051 / 3690-7052