sábado, 23 de outubro de 2010

150 anos de Fotografia na exposição "Doce França"

     Em grande iniciativa da Fundação Museu Mariano Procópio, está sendo realizada a marcante exposição “Doce França”, em parceria com e nas dependências do Museu de Arte Murilo Mendes. Concebida a partir do acervo francês do Museu Mariano Procópio, a exposição é primorosa, organizada com alto apuro museológico e ainda a primeira promovida pelo museu fora de sua sede.

     A temática é ampla e a exposição apresenta documentos, esculturas, óleos, aquarelas, móveis, porcelanas, cristais, etc. Mesmo não estando estritamente no escopo do blog, o JF em Foco faz um registro não apenas pela sua importância para a cidade, mas principalmente pela seção fotográfica da exposição. Esta parte do trabalho constitui uma exposição de fotografia histórica que, sozinha, já representaria um destacado evento fotográfico.

     Estão em exposição cerca de quinze fotografias antigas. Algumas em álbuns, dos quais pode-se ver apenas as páginas abertas, como um álbum com figuras da realeza e celebridades e álbuns de fotografias da Exposição de 1889 e da Exposição Universal de 1900, ambas em Paris. Uma foto da exposição é algo interessantíssimo, como registro de época – pessoas, trajes, a arquitetura dos pavilhões, etc.

     As fotografias, sendo em sua maioria muito antigas, são também um registro dos processos fotográficos então em uso. Destacam-se alguns tipos de apresentação frequentes em seu tempo, como o chamado “carte de visite”, literalmente uma foto sobre cartão, do tamanho de um cartão de visita da época. Depois, veio um formato maior, chamado “cabinet card”. O auge deste tipo de fotografia se deu entre 1860 e o final do século 19. Estas fotografias se tornaram muito populares e eram  colecionadas ou postas em álbuns – justamente como no álbum citado. Mais ou menos como ainda hoje se coleciona postais.

     Aliás, há também um exemplar do formato de foto-cartão postal, com uma foto bem conhecida de Santos-Dumont junto ao monumento que foi erguido em sua homenagem em Saint-Cloud.

     Entre as fotos de personalidades, estão as da atriz Sarah Bernhardt e dos escritores Alphonse de Lamartine e Théophile Gautier. Estas três, em particular, são de especial interesse por serem de autoria de  Nadar, célebre fotógrafo da época.

     Vale a pena também prestar atenção a uma fotografia que serve de fundo a um painel iluminado por trás com texto sobre a exposição, quase ao final do circuito. É uma das ótimas fotos dos primeiros tempos (1867) da propriedade de Mariano Procópio Ferreira Lage, depois a sede do Museu. Não aparece inteira, mas é ótima ainda assim.

 Enfim, uma ótima oportunidade, proporcionada pela exposição do Museu Mariano Procópio, de se fazer uma  visita à História da  Fotografia. Esta parte do acervo não é exposta  permanentemente, então não é sempre que está disponível para visitação. Mas atenção, a exposição termina em uma semana!
 
 
------------------------------------------
No Museu de Arte Murilo Mendes
de 15 de setembro a 30 de outubro - última semana!
Terça a sexta-feira, de 10 h às 18 h. Sábados e domingos, 13 h às 18 h
Rua Benjamin Constant, 790 (Centro)
(32) 3229-9070 / 3229-7650