terça-feira, 16 de novembro de 2010

O Velho Chico, 38 anos depois



      O festival JF em Foco 2010 continua promovendo grande movimentação fotográfica na cidade, e a próxima etapa é a abertura de outra exposição, “Velho Chico”, de Jean Solari, parisiense que chegou ao Brasil aos 18 anos, em 1950. Com longa carreira na imprensa, Jean expõe em Juiz de Fora pela primeira vez.
      A mostra, baseada em trabalho feito por Jean para a conhecida revista Realidade, foi organizada pelo responsável pelo festival, o fotógrafo Márcio RM. Das mais de 1.400 imagens produzidas na viagem original, e que resultaram em matéria de mais de sessenta páginas, de março de 1972, Márcio pesquisou cerca de 200 no arquivo do autor, até chegar às vinte e quatro agora expostas em formato 30 x 45 cm. As fotos retratam o povo das cidades à margem do rio em situações da vida diária, e também a natureza.


      O Rio São Francisco, tema da exposição, foi o trajeto da viagem de 45 dias, a partir da Serra da Canastra, em Minas Gerais, até sua foz no Atlântico, entre Sergipe e Alagoas, com passagem obrigatória por Paulo Afonso. A maior parte, navegando, onde o rio permite, o restante, de automóvel. As fotos seguiam o padrão da revista: feitas com luz natural.

      A mostra integra a programação do XVI Seminário de Iniciação Científica da UFJF, cuja abertura se dará a para no prédio central do Campus, com palestra do fotógrafo.

Palestra

Experiência fotográfica na Amazônia e no Rio São Francisco
Jean Solari
17 de novembro às 17h
Anfiteatro das Pró-Reitorias, prédio da Reitoria, no Campus da UFJF







     Para registrar a viagem de sua vinda para o Brasil, de navio, Jean ganhou do pai uma câmara Agfa Isolette, que usava filme filme 6x6. O céu azul do Rio de Janeiro, na chegada, impressionou Jean vivamente. ”Foi uma coisa deslumbrante, linda, não dá para esquecer”. Posteriormente, trabalhou em revistas como Cruzeiro, 4 Rodas e Realidade. Recebeu prêmios, como o Esso de Jornalismo (equipe) para a edição especial Realidade Amazônia, em 1971, e o prêmio Sudene de Jornalismo (equipe) para a edição do caderno Realidade Nordeste, em 1972. Foi professor de fotojornalismo na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap) e a sua última exposição no Brasil foi em 2009, na mostra Fotógrafos em Revista, da Editora Abril, em São Paulo. Atualmente reside em Saquarema - RJ.


----------------------------------------------------------

No Saguão da Reitoria da UFJF
No Campus da UFJF
Abertura em 17 de novembro às 18 h
De 18 de novembro a 18 de janeiro
Segunda a sexta-feira, de 8 h às 23 h
R. José Lourenço Kelmer, s/n (Martelos)
3229-3965